domingo, 29 de novembro de 2009

Yo te quiero




















Yo te quiero hoy.
Yo te quiero siempre.
Yo te quiero mañana.
Yo te quiero ahora.
Yo te quiero conmigo.
Yo te quiero enamorado.
Yo te quiero siempre conmigo enamorado ahora, hoy, mañana, siempre,
por todo siempre.

23/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 29/11/2009
Código do texto: T1950584

Teu Amor
























Teu Amor me enlouquece.
Teu Amor me desconcentra.
Teu Amor me maltrata.
Teu Amor me alimenta.
Teu Amor me enfeitiça.
Teu Amor me ama.
Teu Amor me quer.
Teu Amor me tem.

22/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 29/11/2009
Código do texto: T1950569

Meu Natal é Jesus!























Meu lindo Natal é sempre de Jesus.
Presentes, luzes, árvores, Papai Noel, são supérfluos perto da imensa grandeza e importância de Jesus.
Afinal é seu Aniversário.
Afinal é uma data maravilhosa, abençoada e deve sempre ser feliz, mesmo que a família esteja menor, esteja com dívidas, sem posses para fazer a ceia convencional inventada pela humanidade.
Comemore!
Ore!
Vibre!
Pois nasceu e sempre nascerá em nossos corações o nosso Salvador maravilhoso, único e especial.
E deixe brotar o amor, a pureza e a humildade de Jesus Cristo no seu coração.
Não tenha vergonha de viver publicamente por Ele, que não teve vergonha de morrer por você!
É Natal, Jesus nasceu e que Ele renasça em todos os corações.
Amém.

21/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 29/11/2009
Código do texto: T1950560

domingo, 22 de novembro de 2009

Ultra-romântico



















Declama os mais belos e sofridos versos de puro amor.
Sofre como fosse a dor mais intensa do universo.
Passa uma imensa vergonha e
não liga se o acham ridículo, exagerado.
Só quer ver seu amor exposto e desnudo
para seu imenso grande amor.

19/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 22/11/2009
Código do texto: T1937912

Silêncio...



















Doloroso, inútil silêncio.
Desperta angústia, tristeza e solidão.
Seu bendito silêncio corrói toda a alegria, felicidade e bem-estar.
Seu bendito silêncio traz nada de nada!
Contribui para o nada.
Reluz o nada.
Enfim de nada me adianta seu silêncio bendito.

19/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 22/11/2009
Código do texto: T1937899

Majestoso Sol
















Brilha na sua explêndida plenitude.
Imensa explosão amarela nos céus,
ilumine meus dias,
ilumine meus anos,
ilumine meus séculos.
Com sua imensa magnitude e brilho
traga paz e amor aos meus irmãos todos os dias.

18/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 22/11/2009
Código do texto: T1937867

sábado, 14 de novembro de 2009

Amizade



















Pérola rara no mar da violência e desamor que vivemos.
Coisa divina que poucos são agraciados.
Difícil de encontrar,
mais difícil de conservar e confiar.
Amizade, palavra linda,
tão linda como o amor.
De tão comum,
muitas vezes é tratada com o mesmo desdém que o amor.
Que pena!

14/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 14/11/2009
Código do texto: T1923548

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Maldade



















Maldade vá para longe de mim.
Fique a anos-luz de minha vida.
Volte para o mesmo lugar que partiu.
Fique muito distante
de minha alma,
de meu coração.
Desapareça do meu caminho.
Percorra o caminho dos sem volta.
Volte para nunca mais voltar.

12/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 13/11/2009
Código do texto: T1922466

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Oh Deus! Eu quero gritar!



















Amado Deus eu quero gritar.
Eu quero desabafar tudo preso em meu peito.
Eu quero me libertar de todo mal que me desejam.
Deus amado vou gritar.
Gritar contra a maldade.
Gritar contra a mentira.
Gritar contra a injustiça.
Oh Deus! Ouça meu grito de louvor e de socorro.
Oh Deus! Afasta da minha vida todo mal que me persegue.
Oh Deus! Por favor!

09/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 10/11/2009
Código do texto: T1915556

Meu conto de fadas quebrou









Querem acabar com o conto que vivo, que construi.
Perdi o tesão de escrever, de pensar.
Perdi a vontade de amar, de me entregar.
Querem me destruir,
Querem destruir meu elfo.
Quero gritar!
Quero acordar deste pesadelo.
Não quero perder mais nada.
Não quero perder meu elfo.
Encanto das fadas por favor volte a inundar minha vida e a encha de encanto por todo sempre.

09/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 10/11/2009
Código do texto: T1915546

terça-feira, 3 de novembro de 2009

O noturno do noturno



















As noites vivas
Passam-se juntos com as horas.
A cada segundo vivemos na noturna noite curta.
Noite fria,
Noite quente,
Noite... Noite!
A cada dia esta noite
peculiar, única, monótona,
passa-se aos nossos olhos,
Como uma noite qualquer.
Cotidiana noite.
Passeios noturnos,
Leituras noturnas,
Namoros noturnos.
Noite indecifrável.
Noite noturna do noturno dia.

03/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 03/11/2009
Código do texto: T1902655

Horas




















Passam-se todos os dias.
Horas vivas,
Horas vividas,
Horas sentidas,
Horas mortas.

A cada tic tac do relógio digital
Não ouvimos mais o passar das horas.
Simplesmente elas passam.
Dia-a-dia elas somem,
Desaparecem no passar.

Benditas horas,
Bem vividas,
Bem passadas.
Passem mais devagar,
Passem delicadamente,
Para que eu possa passá-las
ao lado de meu amor.

03/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 03/11/2009
Código do texto: T1902641

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Morte


O começo do fim,
O fim do começo.
Surpreendentemente nos atinge.
Previsível ou imprevisível
Sempre nos surpreende!
Chocada,
Chocante,
Chocado.
Enfim o enfim da Vida!

02/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 02/11/2009
Código do texto: T1901218

domingo, 1 de novembro de 2009

Engano


O medo invade meu ser,
Engana minha mente,
Enforca meus sentimentos,
Inunda meu coração.

Dor imunda,
cruel,
imprestável.

Acaba com meus sentidos.
Confunde minha vida.
Engano inútil engano.

01/11/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 01/11/2009
Código do texto: T1899176

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O pulso ainda não pulsa

Pulsa...
Pulsa...
Pulsa...
Não pulsa mais...
A alma morreu.

(Inspirado na música "O Pulso" de Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Toni Belloto)

22/10/09
Kássia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 22/10/2009
Código do texto: T1881287

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Insensibilidade... Desânimo


Permaneço na insensível meditação desanimada.
Friamente medito minha insensibilidade desanimada.
Desânimo inventado,
Insensivelmente desanimador.
Continuo meditando desanimadamente
A insensível frieza que inunda meu ser.

21/10/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 21/10/2009
Código do texto: T1879456






Não sou poetisa


Não sou poetisa.
Não sou louca de me intitular assim.
Sou uma mera doida escrevendo coisas que inundam meu cérebro.
Sou uma mera mera.
Pretendo somente gritar as meras coisas que borbulam em meu pensamento.
Pretendo somente mostrar as linhas meras mal escritas aos que se aventuram a lê-las.

21/10/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 21/10/2009
Código do texto: T1879446

A saudade é um bocado


A saudade é um trocado
Que enche um bocado
Meu coração fuleiro.

Um fuleiro sentimento
Que arrebenta meu coração,
Dia sim, dia também.

Bate fuleiro trocado coração.
Bate um bocado coração sacrificado.
Coração inventado,
fuleiro,
sacrificado,
trocado,
marcado!

Bata coração,
coração bata...

21/10/09

(Poema inspirado na música "Armazém" da excelente cantora e compositora Ana Carolina)

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 21/10/2009
Código do texto: T1879438



domingo, 18 de outubro de 2009

Amor


Amor, amor lindo,
lindo amor.
Palavra manchada pela hiprocrisia e
cinismo de muitos.
Muitos que se dizem "enamorados",
mas de nada sabem da essência divina do amor.
Amor lindo amor.
Amor divino amor.
Amor...Amor...Amor...
Valorize o sentimento,
a palavra,
a essência do amor!
Imenso amado amor!
Amor imenso amado!
Ame sempre o amor.

18/10/09
Kássia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 19/10/2009
Código do texto: T1874326


Desânimo


Desânimo contínuo,
Desânimo desanimador,
Desânimo mais frequente que o ânimo.
Desânimo o ânimo do desânimo.
Ânimo vem me tirar deste desânimo que invade meus pensamentos,
meu corpo,
meu tudo.
O ânimo do desânimo ainda me anima para escrever estas linhas poucas,
mal escritas,
bem lidas,
bem vistas.

18/10/09
Kássia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 18/10/2009
Código do texto: T1873945

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Como você é?

Como é seu rosto?
Como é seu corpo?
Como é seu beijo?
Como é seu toque?
Questões complexas de solução.
Questões que somente pessoalmente serão desvendadas.
Cabos cibernéticos aproximam o afastamento das pessoas.

16/10/09
Kássia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 16/10/2009
Código do texto: T1869870

Perdi o sono


Perdi o sono pensando em você.
Pensando em seu delicioso corpo moreno abraçado ao meu,
embaixo do luar.
Sonhando,
imaginando,
sentindo,
delirando.
O sono perdi novamente,
pensando em cada momento juntos,
unidos,
completos.
Perdi o que ganhei.
Perdi o sono e
ganhei você.

16/10/09
Kássia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 16/10/2009
Código do texto: T1869862

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Outubro Rosa! Mulher se toque, faça o auto exame!


Solidão

Todas as noites sozinhas fico sozinha em meus devaneios.
Passo horas sozinha pensando como seria isso ou aquilo!
Todos os dias a mesma solidão.
Solidão que me faz aumentar a vontade de escrever, descrever e crescer!
E mais uma vez sozinha estou a escrever meus loucos pensamentos doidos.

14/10/09
Kassia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 14/10/2009
Código do texto: T1865899

A Troca...

Casa grande, movéis antigos, labirintos por todo lugar que se andava.
Em uma sala qualquer entrava um casal triplo, marido, esposa e marido. O dono de tal casa abre uma porta que se dá para um imenso jardim. Assustados os três, especialmente a esposa, viam em suas direções inúmeros homens e mulheres, de todas as cores e formas, brancos, amarelos, azuis e negros, alguns quase iguais e todos de uma mesma família.
Ao lado, na sala de televisão, conheciam-se um casal baiano e um casal angolano. Relatavam um ao outro a cultura e costumes de ambos países. A esposa de dois maridos assustada com tantos seres bizarros que via, passa pela sala de televisão sem ver os ocupantes da dita, entra por uma varanda que já se liga a outro quarto, onde casais estão se conhecendo melhor e assustada nem nota o que acontece a seu redor, mas mesmo assim sai correndo com o intuito de sair logo desta casa. Enfim ela chega ao corredor que tem a rua visível ao lado. Parada fica ali olhando, pensando e sonhando por míseros minutos sozinha.
Seu marido carinhoso a encontra, a tira de seus pensamentos e junto com seu marido carinhoso e seu marido tarado vão para casa deles, para continuarem suas rotinas normais. Rotina cheia de sarcasmo, deboche e preconceito dos recalcados. Sem amigos, ela continua a lavar duas cuecas ao dia e estocadas sem fim.

13/10/09

Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 14/10/2009
Código do texto: T1865865
video

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

SAUDADE

S entimento
A vassalador que
U nifica nossos corpos
D istantes do ser
A mado
D ois, só um
E stou só.

12/10/09

Kassia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 12/10/2009
Código do texto: T1861877

Loucuras

Quem liga para loucuras loucas de uma louca.
Quem?
Liga?
Louca?
Quem entende as loucuras loucamente escritas por um artista vulgo louco.
Artista?
Vulgo?
Louco?
Quem entende os traços de vulgo artista?
Dane-se quem não entende!
Expressar é o que vale!
Admire minhas loucuras então!

12/10/09
Kassia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 12/10/2009
Código do texto: T1861874

Cansei

Cansei desta vida mais ou menos,
menos mais.
Que todo dia é mais menos que mais.
Cansei desta monotonia monótona diária frequente.
Cansei do cansaço que me cansa esta vida cansada,
cansada vida cansada,
que eu cansei.

(12/10/09)
Kássia Gomes

Publicado no Recanto das Letras em 12/10/2009
Código do texto: T1861866

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Louca...
























Louca, louca, louca...

Assim a chamavam.
Mas porque louca?
Porque a chamavam assim?
Só porque a verdade ela falava?
Passava-se os anos e a mulher denominada louca foi também passando e envelheceu. Sua saúde piorou e sua loucura já não era mais loucura, era sim senilidade! Agora sua loucura era normal!
A velhice é sinônimo de demência senil para alguns.
Loucura e velhice caminham juntas.
Agora a mulher é dita a "normal".
- Ela está senil, nem liga para o que diz, isso é da idade!
Afinal quem é louco? Todos nós?
Como o dito popular, sempre temos um pouco de louco!
Loucura, loucura, loucura...

(Kássia Gomes)
05/10/09
Kassia Gomes
Publicado no Recanto das Letras em 07/10/2009
Código do texto: T1852832

DOR...

D ilacera minhas entranhas
O portunista de ocasião
R oubando minha saúde e disposição.

(Kássia Gomes)
05/10/09

Publicado no Recanto das Letras em 07/10/2009
Código do texto: T1852805

sábado, 3 de outubro de 2009

Mamãe

M aravilhosa pessoa
A moroso ser humano
M ulher especialmente carinhosa
A miga e protetora. Esta é minha mãe
E lizete Florinda Franco Gomes.

(Kássia Gomes)
01/10/09

Publicado no Recanto das Letras em 03/10/2009
Código do texto: T1845558

Deus

D ivinamente amoroso.
E specialmente incrível.
U nicamente nosso pai.
S implesmente quem nos dá esteio e vida!

(Kássia Gomes)
30/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 03/10/2009
Código do texto: T1845541

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Meu eterno pai
























Vovô Gomes que saudade!

De seus abraços,
De suas histórias de infância e juventude.
Que saudade!
De todo seu amor e carinho com sua família,
amigos e animais.
Ser humano maravilhoso e especial,
que inundou nossas vidas de bondade,
amor e compaixão.
Meu Anjo,
Nosso Anjo,
Eterno Anjo.
Esteja onde estiver saiba que sua família o ama.
Com certeza está no paraíso, céu, qual nome derem,
mas o que sei é que com Deus está!
Obrigada por nos ensinar o que é o amor,
solidariedade,
bondade,
sinceridade,
compaixão e
harmonia.
Amo-te vovô Valdevino Gomes!
Exemplo de SER HUMANO!

(Kássia Gomes)
30/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 02/10/2009
Código do texto: T1843265

Jesus Cristo



J uventude é sua meta de
E vangelização e Ele
S abe como
U nificá-los no amor e
S empre na bondade.

C ristãos jovens e
R eunidos
I nfluenciando
S eus semelhantes para
T erem um futuro melhor e
O timo na presença do Senhor!

(Kássia Gomes)
30/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 02/10/2009
Código do texto: T1843253

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

JESUS



J ovem de coração puro.
E nsina como sermos melhores.
S uper bondoso, único e especial.
U m grande coração que nos ama.
S uas palavras seguidas serão.

(Kássia Gomes)
30/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 30/09/2009
Código do texto: T1840124

MINHA COMUNIDADE DO ORKUT
ஜŦé, σrąçãσ e றєđίtąçãσஜ

http://images.orkut.com/Main#Community?cmm=87266940

Infinita saudade



Palavras são meras palavras para expressar
a infinita saudade,
a saudade infinita
que sinto de meu amor.
Saudade,
palavra que não sai de minha boca,
de meus pensamentos
e claro, de meus escritos.
Infinita sempre,
Sempre infinita,
Eterna saudade,
Saudade eterna,
Logo suprida,
Suprida logo.
Desta saudade brotará
um amor mais infinito
que esta saudade.
Mais infinito que o infinito.
O nosso infinito amor,
amor infinito!

(Kássia Gomes)
29/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 30/09/2009
Código do texto: T1840121

Antes de você

Antes de você tudo era um tédio.
Tudo era preto e branco,
sem formas,
sem vida!
O instante era sem graça.
O momento banal.
A vida passava por passar.
O sonho vinha por vir.
O tudo era nada.
O nada era apenas nada!
Antes de você, eu era somente eu.
Agora eu sou você,
Você sou eu!
Tudo é tudo, o nada não existe mais.

(Kássia Gomes)
29/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 30/09/2009
Código do texto: T1839856

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Momentos

Momentos completos.
Momentos, momentos...
Momentos de paz,
momento de amor.
Momentos de dor,
momento de terror.
Momentos de sol,
momento de lua.
Grandes momentos,
momento grande.
Simples momento,
momentos simples.
Cada passo um momento,
cada momento um passo.
Sem momentos não existe momento de vida.
Sem vida não existe momentos.

(Kássia Gomes)
27/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 28/09/2009
Código do texto: T1836526

Seu sorriso

Iluminado,
único,
completo.
Completamente meu,
somente meu,
seu sorriso é meu.
Seu sorriso ilumina minha vida.
Seu sorriso traz para mim calma e harmonia.
Seu sorriso sempre meu.
Seu sorriso delicia meus olhos.
Seu sorriso,
meu sorriso,
nosso sorriso.

(Kássia Gomes)
27/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 28/09/2009
Código do texto: T1836500

Sem você


Noite de verão fria.
Dia escaldante frio.
Sol de meio-dia gélido.
Tarde ensolarada gelada.
Sem você tudo é frio,
gélido,
sem calor.
Sem você qualquer dia
fica nubaldo e gelado.
Sem você pode fazer 40°C lá fora,
no entanto, em mim faz 0°C.
Sem você, dias são noites de inverno.
Dias frios são congelados.
Noites quentes são pura neve.
Sem você meu coração arde como um iceberg.
Sem você tudo vira gelo.

(Kássia Gomes)
27/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 28/09/2009
Código do texto: T1836484

sábado, 26 de setembro de 2009

Choro

Choro de saudade de ti
Choro de amor por ti.
Choro de felicidade por estar contigo.
Choro porque brigo contigo
e nunca discorda comigo.
Choro porque te amo muito
e sou muito amada por ti.
Choro porque choro.
O choro é uma das formas de dizer...
Te amo!

(Kássia Gomes)
21/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 27/09/2009
Código do texto: T1833767

Ausência

Ausência que só fortalece nosso imenso amor.
Saudade que aperta meu peito todo dia.
Ausência que o deixa mais presente ao meu lado.
Distância que faz meu coração voar para perto de ti.
Amor que transborda por todo meu ser.
Paixão que desconcentra todo meu corpo.
Distância, ausência, saudade, amor, paixão...
Tudo me leva a você,
a nós,
ao eterno,
ao infinito...

(Kássia Gomes)
21/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 27/09/2009
Código do texto: T1833756

AMOR

Mais uma vez o amor
deixa-me bem,
deixa-me feliz
e nas nuvens!
Sentimento puro, nobre, único!
Porém para alguns é ridículo, patético e bobo.
Pena!
Ridiculo, patético e bobo são os seres mesquinhos e egoístas que pensam dessa forma tola!
Bobos!
Não sabem o que é bom!
Divino!
Especial!
O Amor...

(Kássia Gomes)
21/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 27/09/2009
Código do texto: T1833745

Traição


Palavra dolorida,
feia,
cortante
e muito usada.
Como traem,
como ferem,
como machucam.
Depois dizem que amam.
Porque alguém faz isso?
Por mero prazer de machucar e trazer à tona a ridícula desculpa que " a carne é fraca".
Fraco é o caráter e o amor de quem trai.
Fraco é o sentido de união, cumplicidade com quem se ama.
É mais fácil trair?
Nada!
É mais fácil ser fiel, companheiro e cúmplice de seu ente amado.
Quem acha que trair é mais gostoso, mera ilusão!
Tolice!

(Kássia Gomes)
21/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 26/09/2009
Código do texto: T1832799

Felicidade


Procurada,
desejada,
rejeitada,
ignorada.
Todos a procuram,
alguns a desejam,
muitos a rejeitam,
poucos a ignoram.
Dizem que ela está dentro de nós,
mas será?
Será que podemos ficar constamente felizes?
Será que não é uma invenção de alguns, para
se reclamar de tudo e ficarem tristes?

A felicidade está em tudo que fazemos,
por menor que seja e signifique.
Tudo é um aprendizado.
Nós irritamos inúmeras vezes com este "aprendizado".
Ficamos tristes e descontamos na "Felicidade".
Dizemos que somos "infelizes" e colocamos a "culpa" na felicidade que fugiu de nós.
Pura desculpa para não ser feliz já, agora, sempre, em qualquer cirscuntância, seja boa ou má.

Viva, aprenda, se machuque, no entanto seja feliz!

(Kássia Gomes)
21/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 26/09/2009
Código do texto: T1832754

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Estou com saudade



Estou com saudade de você tarado,
doido para me amar.

Estou com saudade de você romântico,
só faltando as rosas para completar.

Estou com saudade de você despreocupado,

sabendo que sempre irei te amar.

Enfim, estou sempre com saudade!

(Kássia Gomes)

19/09/09


Publicado no Recanto das Letras em 26/09/2009
Código do texto: T1832118

SAUDADE

Saudade imensa,
imensa saudade.
Bate uma saudade,
uma saudade bate.
Infinita saudade,
saudade infinita.
Dia sim, dia também,
saudade invade meu ser,
pensamentos, sentidos.
Domina tudo ao meu redor.
Domina meu corpo.
Saudade traz meu amor
para perto de mim.

(Kássia Gomes)
18/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 25/09/2009
Código do texto: T1830943

A magia da fada

Graciosamente fofa,
Fada, encantada fada.
Muitas vezes mais bruxa que fada.
Muitas vezes mais brava que meiga.
Seu encanto conquista a todos.
Seu encanto transmite bondade.
Seu encanto traz alegria aos que a rodeiam.
Fada, mulher, bruxa, encantada!
Vivendo em seu mundo encantado,
fada, menina fada tenta trazer seu encanto ao mundo, urbano, virtual, real, caótico, robótico.
A magia da fada transforma, colore, alegra e encanta.
A magia faz o mundo ser visto com olhos de criança.
O mundo visto com pureza e inocência.
A pureza das fadas!

(Kássia Gomes)
18/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 25/09/2009
Código do texto: T1830920

Porta

Parada e nua ali está a porta.
Sem jeito, sem vida, sem rumo.
A porta de cada dia,
de toda hora,
de todo instante.
A porta que vê vários rostos,
todos que passam, vêem e vão.
Porta, torta, morta!
Sempre porta,
estática,
parada,
aberta,
cerrada.
Sempre será a porta,
uma porta,
aquela porta.

(Kássia Gomes)
10/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 25/09/2009
Código do texto: T1830894

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Preconceito



O preconceito de toda forma e de qualquer natureza é fruto da pura ignorância e falta de compaixão com o semelhante.

(Kássia Gomes)
15/09/09

Publicado no Recanto das Letras em 24/09/2009
Código do texto: T1827970

Loucamente



Vida minha te amo
a cada segundo,
a cada instante,
a cada amanhecer.
Desejo-te intensamente,
devotamente,
loucamente.
Sem seu corpo moreno fico
doida,
carente,
sedenta.

(Kássia Gomes)
19/08/09

Publicado no Recanto das Letras em 24/09/2009
Código do texto: T1827960

Distância


Vida...
Cada dia que passa
minha saudade aumenta,
porém meu amor aumenta mais.
Esta distância nos maltrata,
no entanto,
fortalece nosso amor e união.
Amo-te!

(Kássia Gomes)
02/08/09

Publicado no Recanto das Letras em 24/09/2009
Código do texto: T1827957